Adestramento


Como adestrar seu pet de forma fácil e rápida

Um cãozinho educado e adestrado é tão importante para o dono quanto para o pet. Torna o convívio em casa mais feliz e harmonioso.

A alegria e felicidade que eles nos trazem são imensos e para que essa relação não fique estremecida precisamos evitar o mau comportamento deles. E só existem uma maneira. Carinho, paciência, treinamento e rotina. Os cães seguem estímulos positivos e negativos para atender a ordens dos seus tutores e esta é a forma que usaremos a seguir em nossas dicas em cada uma das situações.

Na hora de passear

Acontece muitas vezes dos cães quererem conduzir o passeio com seu tutor. As causas principais desse comportamento são ansiedade para o passeio ou instinto de liderança.

Para o primeiro caso, a ansiedade, aconselhamos que brinque um pouco com seu cãozinho antes de sair de casa para que ele fique mais tranqüilo no momento do passeio.

Já no segundo caso o trabalho tende a ser um pouco maior. Mantenha o peludo na guia e não permita que ele fique á sua frente, mantenha no máximo ao seu lado segurando firmemente a coleira. Se continuar a puxar, pare a caminhada e somente retorne quando a coleira afrouxar e ele sentir que você está no comando.

E lembre-se: paciência e carinho e rapidinho ele irá passear em harmonia com você.

Xixi e cocô no lugar certo

Talvez essa seja a maior queixa dos tutores em relação aos seus pets. Fazer as necessidades nos lugares errados é um inconveniente sem tamanho e deixa todos de cabelo em pé.

Primeiro passo é entender que não adianta reclamar com o cãozinho depois dele já ter feito a sujeira, eles não vão conseguir associar a bronca à bagunça feita.

Jamais esfregue o focinho do peludo na sujeira, isso só vai enfraquecer a relação de vocês, tornando a convivência ruim. Só reclame com o pet quando ver o ato no momento e seja firme.

Existem produtos nos petshops que servem para ensinar o cachorrinho a usar o lugar certo quando for fazer suas necessidades.

Essa é uma das formas mais fáceis de ensinar o seu animal. E lembre-se, quando presenciar o peludo fazendo o certo, faça elogios, carinhos ou ofereça recompensas, uma forma de educá-lo com reforços positivos.

Cachorro no sofá? Tem que ser uma opção sua

Se você gosta que seu amiguinho fique no sofá com você se divirta com ele. Mas se você prefere que ele não suba no sofá uma dica muito eficiente é, no momento que ele subir, falar “não” com muita firmeza e se preciso descer com ele do sofá. Se você estiver no sofá e ele tentar subir, impeça usando o braço como barreira. Importante que seja uma rotina. Deixar um dia e proibir no outro deixa o cão confuso.

Cão que come objetos e destrói tudo que vê

Muitos são os motivos que levam o cachorro a roer objetos e peças de roupa. Porém, para todos eles há uma solução.

Quando filhotes, os cães podem morder qualquer objeto para saciar a coceira sentida na gengiva e que é provocada pela troca de dentes. Se esse for o caso, brinquedos ou ossinhos podem ser saídas simples para acabar com esse problema.

Outros fatores que podem desencadear esse mesmo comportamento destrutivo são o tédio e a ansiedade.

Cães que passam o dia sozinhos, sem nada para fazer, acabam encontrando a diversão quando mastigam um tênis ou acaba com os papeis higiênicos, também eliminam a ansiedade por estarem ocupados com algo.

Aproveite para deixar coisas importantes longe do alcance desses peludos e outros elementos que possam ser mordidos.

Cão antissocial

Se o seu cão oferece uma certa resistência com outros animais, é preciso trabalhar o lado social dele. Pode ser medo ou até mesmo agressividade, o importante mesmo é ficar atento quando se faz a primeira apresentação à outros pets, para que não ocorram brigas.

Para tanto, socialize o seu animal com outros ainda com a coleira. Se ele apresentar dificuldade, saia de perto dos demais e deixe que ele apenas observe a brincadeira dos outros enquanto ele fica parado. Repita o processo até que ele aceite os amigos peludos, quando isso ocorrer recompense-o.

Cavando todo o jardim

Se seu cão anda destruindo todo o jardim, uma das causas pode ser ansiedade. Se esse for o caso dê passeios com mais frequência com ele.

Se essa tática não funcionar, enterre as fezes do peludo onde ele mais gosta de cavar. Ao fazer isso, ele descobrirá que não é uma boa ideia,uma vez que os animais são bem higiênicos e não gostam de ter contato com seus próprios dejetos.

Ele anda pulando nas visitas…

Para acabar com esse problema tão comum nas relações entre humanos e cães, basta ignorar quando o animal subir e quando ele descer, por conta própria, recompensá-lo.

Quando os animais pulam eles querem atenção, por isso no momento da agitação, dê as costas ao animal. Assim que ele descer, retorne a ele faça um carinho e pode até oferecer um petisco. Repita várias vezes, até que ele entenda os reforços.

Esperamos que essas  dicas torne a relação de vocês ainda mais harmoniosa. Afinal somos loucos por eles e eles por nós. Só precisamos de carinho, atenção e dedicação.

WhatsApp chat